HomeTEXTOS VAMOS FALAR DE SUICÍDIO?

Dia 10 de setembro é o dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. No Brasil, o Setembro Amarelo é símbolo da campanha brasileira iniciada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), que realizam a conscientização e a prevenção do suicídio.  Em 2018, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo. De acordo com a OMS, o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos.

O suicídio é uma questão complexa. Pessoas que já pensaram ou tentaram suicídio, relatam que os conflitos que enfrentam em suas vidas, deixam-nas sem reação, com uma sensação de paralisia e desmotivação. Existe um vazio que não se sabe de onde vem. Um sentimento de derrota. Perdem à vontade de seguir em frente. Sentem-se isoladas, sozinhas. Parece que nada mais faz sentindo na vida. O uso de álcool, de drogas, e/ou de remédios parece não amenizar a dor.

Os pensamentos que começam a surgir são de que a única maneira de acabar com o sofrimento, é tirando suas vidas.  O suicídio, o sofrimento, a dor, pode estar escondido num vasto sorriso, numa gargalhada, num amigo brincalhão. Portanto, suicídio é coisa séria, não é frescura. É um assunto que por mais difícil, precisa ser falado.

Mas como podemos conscientizar e prevenir o suicídio? Primeiramente, não julgue ou condene pessoas que pensam ou já tentaram suicídio. Dizer que a pessoa é “fraca”, que “quer chamar a atenção”, que isso é “frescura”, não vai ajudar, muito pelo contrário, vai reforçar o sofrimento que esta pessoa está sentindo. Não banalize o assunto, pois ele merece respeito e compreensão. Não brigue ou dê opiniões, pois o seu ponto de vista, pode não ser o mesmo da pessoa que se encontra nessa situação.

Portanto, se você tem interesse em ajudar, comece deixando sua mente livre de preconceitos. Escute o que essa pessoa tem a dizer. Mantenha-se presente na vida dessa pessoa, seja através de um telefonema, do WhatsApp. Incentive-a a procurar por ajuda profissional.

A atuação e a contribuição dos profissionais da Psicologia são de extrema importância, visto que estes estão capacitados para compreender e ajudar na conscientização e na prevenção ao suicídio.

Se você conhece ou está passando por esta situação, saiba que a Psicoterapia pode lhe ajudar.

 

AUTORA PSICÓLOGA NATIÉLLE DASSI

Agende sua primeira consulta

(51) 98914-4101
dassi.work@gmail.com

Atenção

Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.  Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

Direitos Autorais de Hammer Consult. Todos os direitos reservados.